Chip internacional: como é o Mysimtravel?

  • 17/12/2016
  • 1 comentário
  • Por: Guilherme Goss De Paula

Fala, viajante!!!

Hoje quero dividir com você as experiências que já tive com telefonia celular fora do Brasil e apresentar um produto que conheci recentemente – e que foi a minha salvação!

ms1Gili Trawangan, Indonésia

Durante minhas viagens, sempre procurei restringir o uso do celular para os momentos em que estava no hotel, descansando. Costumava deixar o celular em modo avião e só utilizava as redes wifi. De um tempo pra cá, porém, a necessidade de estar sempre disponível só vem aumentando – seja pelo trabalho, seja para estar em contato com os amigos e familiares ou até mesmo para acessar aplicativos ou sites sobre o destino onde estamos.

Pacotes de dados de operadoras

Devido a isso tudo, um belo dia resolvi comprar um pacote de dados oferecido minha operadora. Os preços eram justos pelos serviços que ela prometia. Comprei, viajei e utilizei – até aí, tudo ok. O problema chegou pelo correio: uma fatura que parecia um book de formatura de tão grossa. Quando peguei o envelope, já podia imaginar o prejuízo. Lembro-me que eram cerca de R$ 700 cobrados pelos dados utilizados no exterior. Analisei a fatura e percebi que os dados não tinham ultrapassado o limite contratado mas o pacote comprado simplesmente não estava lá. Liguei para a operadora, expliquei a situação e após uns CIN-QUEN-TA minutos, consegui resolver a situação e recebi o novo boleto.

Em outra viagem, dei uma segunda chance para a minha operadora e adivinha? Aconteceu rigorosamente a mesma coisa – isso foi o suficiente para que eu desistisse dos pacotes de dados.

Mas o tempo passou e, vez ou outra, mesmo não utilizando os serviços, chegava uma continha estranha com cobrança de dados móveis em outro país – os quais eu não havia utilizado. E lá vou eu ligar pra operadora e identificar a cobrança indevida.

Quando uma viagem chegava ao fim, eu já me preparava psicologicamente para os problemas que viriam junto com a conta do celular. Talvez isso já tenha acontecido com você também, não é mesmo?

Mas agora, felizmente, isso faz parte do passado. Enfim, conheci e tive o prazer de experimentar o Mysimtravel, um único chip que pode ser usado no mundo inteiro – e que agora não sai da minha mala.

ms3Tanah Lot – Bali, Indonésia

Minha experiência com o Mysimtravel

Minha experiência com o chip Mysimtravel foi na viagem que fiz para a Indonésia, com conexão no Qatar e os serviços foram muito satisfatórios: em Doha fiz até live no Facebook – ótima conexão; em Bali, utilizei o chip tanto para usar a internet (rolaram várias lives também), quanto para efetuar ligações; nas ilhas Gili, embora não tenha conseguido utilizar os dados móveis (o que é perfeitamente compreensível em uma pequena ilha), o serviço de localização (no Google Maps) funcionou bem e também fiz ligações nas três ilhas – e isso foi fundamental para a comunicação com os barqueiros que, às vezes, “esqueciam” da gente!

Agora consigo manter todas as minhas redes sociais atualizadas em tempo real enquanto viajo e ainda recebo ligações pagando uma mixaria de R$ 0,73/min e utilizando meu número do Brasil, através do redirecionamento de chamadas. Além disso, ainda tem o aplicativo, onde você consegue verificar seu consumo.

Para maiores informações ou para comprar o seu Mysimtravel clique aqui.



Reserve seu hotel pelo Booking.com
Alugue seu carro pela Rentcars
Compre seu chip internacional Mysimtravel
Viaje sempre protegido com Intermac Seguros
Evite filas comprando antecipadamente seus ingressos e passeios pelo Viator
Prefere uma ajuda profissional para sua viagem? Entre em contato com a Reisen Turismo

Ao utilizar esses links, você ajuda o blog a crescer sem pagar nada a mais por isso!





Booking.com





Guilherme Goss De Paula

Nascido em Tupã, no interior de São Paulo, sua primeira experiência internacional foi um intercâmbio na Alemanha - onde despertou seu interesse por conhecer o mundo. Trabalhou com turismo nos EUA, no Amazonas e em Santa Catarina. Graduou-se em Turismo e Hotelaria e abriu sua própria agência de viagens. Sempre em busca de novos destinos, acumula passagens por mais de 60 países. Como escritor-viajante, já participou de diversas edições dos guias O Viajante, além de ser colaborador voluntário dos sites TripAdvisor e Mochileiros.com. Sua melhor viagem é sempre a próxima!


Uma resposta para “Chip internacional: como é o Mysimtravel?”

  1. […] também Chip internacional: como é o Mysimtravel? Como faço para tirar o passaporte? Alfândega – O que eu posso trazer do […]

Deixe uma resposta

Inline
Inline