Tour pelas Highlands (Escócia)

  • 31/05/2016
  • comentários
  • Por: Guilherme Goss De Paula

No dia seguinte, despertei às sete da manhã para embarcar em um tour de um dia rumo às Highlands, as Terras Altas escocesas, região montanhosa ao norte do país, conhecida por sua beleza singular. Peguei tudo o que precisava e fui para a estação rodoviária. Cheguei bem cedo. Tão cedo que era a única pessoa na plataforma 17 – o que me gerou certo nervosismo. Será que haviam me vendido um pacote fantasma? Felizmente, não. Pouco a pouco, outros turistas começaram a chegar.

Mais tarde, sem honrar a pontualidade britânica, chega o belo ônibus azul da Scottish Tours. Logo ao embarcar fiquei fascinado pelo áudio-guia via GPS, ou seja, à medida que o ônibus passava pelos pontos turísticos uma gravação era automaticamente acionada pelo GPS, contando sobre os atrativos por meio dos alto-falantes do busão.

Em uma das paradas, conheci Hamish, loiro, de franjinha, chifres compridos e curvados, o mais simpático exemplar do gado Scottish Highland. Durante anos, foi o astro no The Woolen Mill, na região de Callander. Possuidor de uma beleza única, mesmo quando despenteado, chegou a ser comparado a Kate Moss! Com pesar, soube que ele faleceu em novembro de 2014, com quase 23 anos de idade.

DSC08326_2

Continuando o tour, paramos em Glencoe para admirar suas belas paisagens formadas por lagos e montanhas de picos nevados. Aproveitei para aprender um pouco do gaélico escocês, idioma trazido pelos celtas que vieram do norte da Irlanda. Aprendi somente três palavras, mas já é melhor que nada… Vamos lá: glen é vale, ben é montanha e inver é nascente do rio.

DSC08353_2

Seguimos pela estrada para chegar ao grande, famoso e misterioso Loch Ness (aliás, loch é lago, então aprendi quatro palavras!). Todos sabemos que o monstro do lago Ness é uma lenda, certo? Não, há quem acredite mesmo que ele existe ou que já existiu. Mas isso não vem ao caso, pois é impossível não passar os olhos pelas águas procurando o bicho! Mesmo não acreditando. A história de Nessie (nome dado ao monstro) começou no ano 565 quando, supostamente, atacou uma pessoa que foi salva por um missionário irlandês. Em 1880, foi a vez de um mergulhador relatar que viu a fera no fundo do lago. Seguindo a cronologia, em 1934, foi publicada uma foto do mostro, apavorando e atraindo mais pessoas para o lago. A mais conhecida foto de Nessie foi desmentida por um jornalista nos anos 90. Em 2007, surgiu um vídeo do bicho nadando pelo lago. Muitas outras histórias foram contadas e outras tantas ainda aparecerão. A verdade é que Nessie, existindo ou não, é pop e vende suvenir pra caramba!

DSC08380_2

À beira do lago, ficam as ruínas do Castelo Urquhart cuja construção deu-se no século 13. No passado teve grande importância nos embates pela conquista da independência Escócia. Sofreu inúmeros ataques antes de ser abandonado e cair em ruínas. Hoje, o castelo figura nas mais belas fotos em composição com o lago.

Seguimos ao norte até encontrar Inverness, a capital das Highlands. É uma cidadezinha agradável que possui mais de 60 mil habitantes e constitui uma paisagem interessante, com as torres pontiagudas de suas igrejas ornamentando as margens do rio Ness.

DSC08392_2

DSC08393_2

Já no caminho de volta, cheio de neve, fizemos a última parada em Pitlochry – que apelidei de Emptylochry, pois não havia sequer uma alma viva na cidade! Aproveitei a pausa para tomar um delicioso chocolate quente com chantilly no Macdonalds (não, a grafia não está errada, e não confunda com o McDonald´s), um aconchegante restaurante e guest house, construído de pedras, e que está ali desde 1959. Dali partimos direto para Edimburgo.

DSC08413_2

DSC08410_2

No outro dia, arrumei a mochila e a deixei na recepção do albergue enquanto saí às andanças. Não resisti e comprei uma toalha de banho que, quando enrolada ao corpo, fica com a aparência de um kilt e uma miniatura do Nessie, criaturazinha carismática! De volta ao albergue, tive que arrumar tudo de novo…

Com todos meus pertences e novos suvenires, fui até a North Bridge pegar o shuttle para o aeroporto (em todo o meu mochilão, este foi o único voo interno que fiz). Em pouco mais de uma hora eu chegaria em Amsterdã!

Leia matérias sobre a morte do astro Hamish:

http://www.dailyrecord.co.uk/news/local-news/sadness-highland-star-hamish-passes-4666636#sORX76X6BRAUB3xJ.97

http://www.dailyrecord.co.uk/news/local-news/tributes-flood-iconic-highlander-hamish-4700951#lmIdzzq1LQq7FdFS.97


Este é o 17º post da série Mochilão na Europa I (28 países)

Leia o post anterior: Bonita, cinza e medieval (Edimburgo, Escócia)

Leia o post seguinte: Sexo, drogas, história e arte (Amsterdã, Holanda)

Ou acesse o índice com todos os posts dessa série!


↓ Salve esse Pin e siga também nosso Pinterest!


Para a sua viagem

Reserve seu hotel pelo Booking.com
Alugue seu carro pela Rentcars
Compre seu chip internacional Mysimtravel
Viaje sempre protegido com Intermac Seguros
Evite filas comprando antecipadamente seus ingressos e passeios pelo Viator
Prefere uma ajuda profissional para sua viagem? Entre em contato com a Reisen Turismo

Ao utilizar esses links, você ajuda o blog a crescer sem pagar nada a mais por isso!





Booking.com





Guilherme Goss De Paula

Nascido em Tupã, no interior de São Paulo, sua primeira experiência internacional foi um intercâmbio na Alemanha - onde despertou seu interesse por conhecer o mundo. Trabalhou com turismo nos EUA, no Amazonas e em Santa Catarina. Graduou-se em Turismo e Hotelaria e abriu sua própria agência de viagens. Sempre em busca de novos destinos, acumula passagens por mais de 60 países. Como escritor-viajante, já participou de diversas edições dos guias O Viajante, além de ser colaborador voluntário dos sites TripAdvisor e Mochileiros.com. Sua melhor viagem é sempre a próxima!


2 respostas para “Tour pelas Highlands (Escócia)”

  1. […] Leia o post seguinte: Tour pelas Highlands (Escócia) […]

  2. […] Leia o post anterior: Tour pelas Highlands (Escócia) […]

Deixe uma resposta

Inline
Inline