Seguro viagem: precisa fazer? Qual escolher?

  • 27/05/2017
  • 0 comentários
  • Por: Guilherme Goss De Paula

Fala, viajante! Uma pergunta que me fazem muito frequentemente é: “Precisa fazer seguro viagem?”.

A minha resposta é sempre direta: “Sim! A não ser que você queira correr o risco de perder seu dinheiro, sua paciência, sua saúde e sua viagem por causa de uma falsa-economia”. Uso o termo “falsa-economia” porque você acha que vai economizar ao deixar de fazer o seguro quando, na verdade, está ficando à mercê do acaso.

Certamente você já ouviu sua sábia avó dizendo: “É melhor prevenir que remediar” – esse antigo provérbio poderia ser o slogan de alguma seguradora!

Minha intenção com esse post é desmistificar os serviços de um seguro viagem para que você entenda o funcionamento e consiga escolher qual o plano e a cobertura ideal para a sua viagem.

 

↓ Salve esse Pin e siga também nosso Pinterest

tudo sobre seguro viagem

 

O que é seguro viagem? Para que serve?

Até pouco tempo atrás, o que chamávamos de seguro era um serviço onde o viajante deveria pagar por todas as despesas para, após a viagem, ser reembolsado. O que vemos no mercado hoje em dia são cartões de assistência em viagem. O Cartão de Assistência em Viagem, que é o caso do Intermac Seguros (nosso parceiro), permite, entre outras coisas, que o viajante seja atendido em uma rede credenciada, sem ter que pagar nada pelo atendimento médico de urgência e/ou emergência, até os limites que constam em sua apólice.

 

A assistência em viagem é importante?

É muito importante. Aliás, talvez seja o item mais importante da sua viagem. Imagine que você está fora do país e precise de um atendimento médico. Já pesquisou quanto custam serviços médicos no exterior? Vamos ver juntos alguns exemplos:

  • Estados Unidos: uma simples incisão na terra do Tio Sam gira em torno de US$ 1.000, uma internação não deve sair por menos de US$ 4.000 por dia e para extrair seu apêndice podem cobrar cerca de US$ 30.000;
  • Europa: em cada país as regras e valores mudam bastante e os custos não são baixos. Grande parte dos países assinaram o Tratado de Schengen que tornou obrigatória a contratação de um seguro viagem por parte dos visitantes.

 

Tratado de Schengen, o que é isso?

Como o nome diz, foi um acordo assinado na cidade de Schengen, em Luxemburgo. Na ocasião, diversos países assinaram o Tratado que, entre outras coisas, estabeleceu o seguro como item obrigatório para todos os visitantes. Além disso, estipularam que a cobertura mínima deve ser de € 30.000 para assistência médica por doença ou acidente. Portanto, se você vai à Europa, seu seguro deverá seguir essas exigências.

 

Seguro viagem é obrigatório?

Como vimos anteriormente, na Europa, o Tratado de Schengen tornou obrigatória a aquisição do seguro para os que viajam para os países signatários. No caso de estudantes/intercambistas, o seguro também é obrigatório em vários outros países. Mas, o que devemos entender é que, apesar de não ser obrigatório em outros destinos, é sempre aconselhável adquirir uma assistência. Geralmente o custo é baixo, representa uma porcentagem mínima da viagem e, definitivamente, não vale a pena arriscar.

 

Como funciona o seguro/assistência do cartão de crédito?

Depende. E é extremamente importante checar essas informações com a operadora do seu cartão antes de viajar. Em muitos casos a cobertura é muito pequena e pode funcionar por reembolso – o que pode esvaziar sua carteira e consumir todo o limite do seu cartão de crédito.

 

O plano de saúde substitui o seguro viagem dentro do Brasil?

Definitivamente, não. A assistência médica é apenas uma de uma série de itens cobertos por uma apólice. O seu plano de saúde certamente não cobrirá: despesas farmacêuticas, despesas odontológicas, extravio de bagagem, cancelamento de viagem, atraso de bagagem, atraso de voo, assistência legal, etc. Portanto, durante uma viagem, o cartão de assistência possui uma cobertura muito mais ampla que seu plano de saúde. Por isso é indicado contratar um seguro também para viagens nacionais.

 

Como adquirir e como utilizar em caso de necessidade?

Para adquirir o Cartão de Assistência Intermac, você pode clicar aqui. Uma nova janela será aberta e você poderá inserir os dados da sua viagem, analisar detalhadamente todas as coberturas e emitir o cartão imediatamente, parcelado em até 6x sem juros no cartão de crédito.

Vamos torcer para que tudo corra bem na sua viagem mas, caso precise utilizar, basta entrar em contato com a central operativa pelos contatos que estarão em seu voucher. O contato poderá ser feito via chamada, e-mail, Skype ou Whatsapp e o atendimento é realizado 100% em português.

 

Intermac Seguros é confiável?

Como você já percebeu neste ou em outros posts, o Intermac é nosso parceiro. O que você ainda não sabe é que antes de anunciarmos essa parceria, os produtos do Intermac foram comercializados e testados pela nossa agência parceira – a Reisen Turismo. Portanto, estamos indicando produtos nos quais temos plena confiança!

Quais são os planos, as coberturas e como escolher o mais apropriado?

O Intermac possui várias categorias de planos que variam de acordo com o perfil, o destino e a duração da sua viagem.

1. Lazer / Negócios (planos indicados para os EUA e a Europa)
Os planos mais comuns são aqueles que vão cobrir viagens curtas, a lazer ou a negócios. Para Estados Unidos e Europa, as coberturas recomendadas tendem a ser maiores. Vejamos a seguir.

  • GOLD (US$ 50.000,00)
  • GREEN (US$ 80.000,00)
  • EMBASSY LIGHT (€ 40.000,00)
  • EMBASSY (€ 60.000,00)
  • EMBASSY PLUS (€ 150.000,00)
  • PLATINUM (US$ 150.000,00)
  • BLACK (US$ 500.000,00)

2. Lazer / Negócios (planos indicados para a América Latina e o resto do mundo)
Na América Latina e em outros países onde os custos médicos são menores, você pode optar por coberturas menores.

  • TURISTICO INTERNACIONAL (US$ 15.000,00)
  • TURISTICO PLUS (US$ 20.000,00)

3. Lazer / Negócios (planos nacionais)
Para viagens no Brasil, existem planos com coberturas menores, como o Brasil VIP, que vai dar conta de casos mais simples.

  • BRASIL VIP (R$ 10.000,00)
  • BRASIL PREMIUM (R$ 35.000,00)
  • BRASIL TOP (R$ 60.000,00)

4. Receptivo (para residentes de outros países)
Para os brasileiros que vivem no exterior e estrangeiros que visitam nosso país, também existem planos adequados.

  • GOLD (US$ 50.000,00)
  • TURISTICO PLUS (US$ 20.000,00)
  • PLATINUM (US$ 150.000,00)

5. Intercâmbio
Vai estudar no exterior por alguns meses? Os planos indicados abaixo, além de possuírem um ótimo custo x benefício, oferecem uma cobertura mais alta e ampla para poder englobar diversas situações as quais você estará exposto(a).

  • STUDENT PLUS (US$ 60.000,00)
  • STUDENT VIP (US$ 150.000,00)
  • STUDENT TOP (US$ 300.000,00)

6. Anual
Vai passar um bom tempo fora do país? Vai tirar um ano sabático? Seja qual for a finalidade da sua viagem, os planos de longa estada foram pensados com esse objetivo.

  • EMBASSY LONG STAY (€ 60.000,00)
  • GOLD LONG STAY (US$ 50.000.00)
  • PLATINUM LONG STAY (US$ 150.000,00)

7. Multiviagens
Por fim, os planos abaixo são indicados para quem faz várias viagens durante o ano e não quer correr o risco de se esquecer do seguro viagem. É uma ótima solução pra quem vive viajando e também para empresas.

  • GREEN MULTIVIAGENS 30 (US$ 80.000,00)
  • GREEN MULTIVIAGENS 60 (US$ 80.000,00)
  • PLATINUM MULTIVIAGENS 30 (US$ 150.000,00)
  • PLATINUM MULTIVIAGENS 60 (US$ 150.000,00)
  • EMBASSY MULTVIAGENS 30 (€ 60.000,00)
  • EMBASSY MULTIVIAGENS 60 (€ 60.000,00)
  • GOLD MULTIVIAGENS 30 (US$ 50.000.00)
  • GOLD MULTIVIAGENS 60 (US$ 50.000.00)

Pronto! São vários planos, diversas opções, para que você tenha a cobertura mais adequada às suas necessidades. Na prática é tudo muito simples e rápido.


E aí, viajante, entendeu tudo direitinho?

Bom, se você ficou com alguma dúvida, escreva aí nos comentários abaixo que eu vou te ajudar, ok?

E se você entendeu e já escolheu seu plano, pode clicar aqui para ser redirecionado para uma página do Intermac. Lá você poderá fazer simulações, ver detalhadamente cada cobertura do seu plano e comprar online o seguro para a sua viagem!

E lembre-se sempre: Vai viajar? Tem que fazer seguro, sim! 😉

Leia também
Chip internacional: como é o Mysimtravel?
Como faço para tirar o passaporte?
Alfândega – O que eu posso trazer do exterior?


*Post patrocinado*


Para a sua viagem

Reserve seu hotel pelo Booking.com
Alugue seu carro pela Rentcars
Compre seu chip internacional Mysimtravel
Viaje sempre protegido com Intermac Seguros
Evite filas comprando antecipadamente seus ingressos e passeios pelo Viator
Prefere uma ajuda profissional para sua viagem? Entre em contato com a Reisen Turismo

Ao utilizar esses links, você ajuda o blog a crescer sem pagar nada a mais por isso!





Booking.com





Guilherme Goss De Paula

Nascido em Tupã, no interior de São Paulo, sua primeira experiência internacional foi um intercâmbio na Alemanha - onde despertou seu interesse por conhecer o mundo. Trabalhou com turismo nos EUA, no Amazonas e em Santa Catarina. Graduou-se em Turismo e Hotelaria e abriu sua própria agência de viagens. Sempre em busca de novos destinos, acumula passagens por mais de 60 países. Como escritor-viajante, já participou de diversas edições dos guias O Viajante, além de ser colaborador voluntário dos sites TripAdvisor e Mochileiros.com. Sua melhor viagem é sempre a próxima!


Deixe uma resposta

Inline
Inline