HEADER SITE - VIAJANTE INVETERADO

O que fazer em Maragogi

  • 16/01/2018
  • 1 comentário
  • Por: Guilherme Goss De Paula

Fala, viajante! Certamente você já ouviu falar de Maragogi. Conhecido como o Caribe brasileiro, o destino coleciona admiradores que vão em busca de uma das águas mais claras do país. Após ler esse post você saberá exatamente o que fazer em Maragogi!

Estávamos em São Miguel dos Milagres e precisávamos descolar alguma forma de irmos até Maragogi. O bugueiro Samuel, com quem havíamos feito o passeio no dia anterior (leia aqui), indicou Naldinho. Pra quem precisava apenas de um motorista, ganhamos um verdadeiro guia da região. Com muito bom humor, ele nos contou inúmeras histórias e curiosidades enquanto percorríamos nosso trajeto.

balsa

Se você fizer esse mesmo trecho de carro, é bom saber que entre Porto de Pedras e Boqueirão há uma balsa onde se pagam R$ 15 para atravessar com o veículo (ou R$ 8 para moto). Depois passamos por Japaratinga – outro destino que merece atenção e vem despontando nessa região. Não tivemos tempo de conhecer mas paramos para fazer algumas fotos e o visual é encantador.

japaratinga

Pela corrida, de São Miguel dos Milagres a Maragogi, Naldinho nos cobrou R$ 140 (já incluído o valor da balsa). No caminho, ele parou várias vezes para fotografarmos, depois parou para eu sacar um dinheiro e nos deixou na porta do Hotel Areias Belas, onde ficamos hospedados. Para saber como foi a nossa experiência no hotel, clique aqui.

hotel areias belas maragogi

Fizemos o check-in e fomos para o quarto ajeitar as nossas coisas. O hotel é frente-mar, então fiquei um tempo na sacada admirando a paisagem antes de sairmos.

Assista aos epidósios da série Maceió a Recife

Caminhada na Orla de Maragogi

Começamos nosso passeio em torno das 17 horas e achamos tudo muito parado. Parecia até feriado. Mas não demorou muito para o clima mudar. A orla urbana é bem interessante e começa a se agitar as 18 horas. Há muitos bares, restaurantes com música ao vivo, mercados e feirinhas de artesanato, lojas e agências que comercializam passeios pela região.

feira artesanato orla maragogi

Depois seguimos para o Kinoas, que é um restaurante oriental, pizzaria e balada. Falo mais sobre ele nesse outro post.

Meraki Beach

No dia seguinte, tomamos um ótimo café da manhã no Hotel Areias Belas e aguardamos nosso traslado para o Meraki Beach. Não sei se o serviço de traslado fica disponível o ano todo, sugiro entrar em contato antes para confirmar. Foi isso que fizemos e o Bruno e a Mariana, proprietários do Meraki, gentilmente disponibilizaram um carro pra gente. Quem chegou no hotel para nos pegar foi Seu Jacó, pai do Bruno, que com muita simpatia nos mostrava o desenvolvimento da cidade.

meraki beach maragogi

Partimos às 10 horas da manhã para um dia inteiro de praia. É claro que jé esperávamos curtir uma bela praia em Maragogi, mas quando descemos do carro fomos surpreendidos por um mar em multi-tons de azul/verde, na praia de Barra Grande.

meraki beach maragogi

O local disponibiliza cadeiras, mesinhas, guarda-sóis, bangalôs e banheiro para os clientes. Se alguém preferir, também existe um salão de atendimento coberto que abriga o restaurante.

Passamos o dia curtindo um sonzinho diferenciado (playlist bem selecionada com house music, combinando com o ambiente), e atendimento especial no nosso bangalô. Almoçamos um prato maravilhoso, mas falo sobre ele no post Onde Comer em Maragogi.

Além dessa estrutura já existente, a parte superior do local está sendo transformada em uma pousada, que terá uma vista mega privilegiada!

Depois de um dia difícil desses, fomos caminhar pelas outras praias.

Praias

A praia onde fica o Meraki Beach chama-se Barra Grande e fica ao norte da cidade de Maragogi. Como dito anteriormente, o mar é de águas cristalinas, a areia é branquinha e durante a maré baixa, descobre-se um enorme banco de areia, por onde é possível caminhar até as piscinas naturais. Infelizmente, estivemos lá durante a maré alta. Mas, depois de um almoço delicioso, decidimos caminhar para conhecer as outras praias.

barra grande maragogi

Continuamos no sentido norte e, após cinco minutinhos, chegamos na Praia de Antunes, que já havia sido bastante recomendada. Bancos e coqueiros inclinados são verdadeiros cartões postais onde a galera forma até fila pra tirar fotos. Mais adiante, ainda em Antunes, há um ponto onde os trailers se acumulam, oferecendo petiscos, bebidas, cadeiras e guarda-sóis – mas não tem banheiro por lá.

praia de antunes maragogi

Na sequência, ainda viriam a Praia da Bruna, Ponta do Xaréu e Ponta de Mangue – uns dizem que é tudo a mesma coisa, outros dizem que não!

Não fomos, mas ouvimos que a Ponta de Mangue é uma praia sem ondas, ideal para relaxar e levar as crianças.

Alerta: se estiver com crianças, tome cuidado para que não aconteça nenhum acidente nas praias, pois vimos uma ou outra moto circulando pela areia.

Passeio de buggy

Os passeios de buggy pelas praias custam em torno de R$ 60 por pessoa e fazem paradas de praia em praia para conhecer e tirar fotos. É possível escolher alguma pra passar mais tempo.

Passeios de lancha e catamarãs – Piscinas Naturais

No centro eu não tenho certeza, mas nas praias sempre tem alguém querendo conduzir visitantes às piscinas naturais, mesmo na maré cheia, como foi no nosso caso. Pessoas confiáveis nos disseram para não cair nessa, pois a visibilidade das águas não estaria de acordo com o que esperávamos e apenas iríamos gastar dinheiro e voltar frustrados. Portanto, preferi seguir o conselho de quem mora lá e tem consciência. É fundamental fazer o passeio apenas com empresas credenciadas.

Existem três áreas abertas para a visitação: Galés, Taocas e Barra Grande. Os passeios para as piscinas naturais seguem um calendário rígido baseado nas marés. Quando a maré está boa para a visita (máxima 0.6), há saídas diárias nos melhores horários (sempre entre 6h-17h) e o passeio dura 2h30.

Um passeio para as piscinas naturais custa a partir de R$ 75 por pessoa. Se você não tiver equipamento (máscara e snorkel), pode alugar por mais R$ 15. Quem quiser fazer mergulho com cilindro, paga R$ 120 (inclui CD com fotos).

Quando retornamos ao Meraki, arrumamos nossas coisas e o Seu Jacó nos levou de volta ao Hotel Areias Belas. Ao anoitecer, percebemos que a Lavínia estava febria e decidimos não sair. Pedimos um rango no próprio hotel (leia aqui) e descansamos para o dia seguinte.


O Viajante Inveterado usufruiu das instalações do Meraki Beach como convidado


É isso aí, viajante! Antes de ir para outra página, deixe seu comentário, dúvida, dica, crítica, sugestão ao final do post. Responderemos com o maior prazer!


↓ Salve esse Pin e siga também nosso Pinterest

pinterest o que fazer em maragogi antunes


Para a sua viagem

Reserve seu hotel pelo Booking.com
Alugue seu carro pela Rentcars
Compre seu chip internacional Mysimtravel
Viaje sempre protegido com Intermac Seguros
Evite filas comprando antecipadamente seus ingressos e passeios pelo Viator
Solicite uma ajuda profissional para sua viagem! Entre em contato com a Reisen Turismo!

Ao utilizar esses links, você ajuda o blog a crescer sem pagar nada a mais por isso!





Booking.com





Guilherme Goss De Paula

Nascido em Tupã, no interior de São Paulo, sua primeira experiência internacional foi um intercâmbio na Alemanha - onde despertou seu interesse por conhecer o mundo. Trabalhou com turismo nos EUA, no Amazonas e em Santa Catarina. Graduou-se em Turismo e Hotelaria e abriu sua própria agência de viagens. Sempre em busca de novos destinos, acumula passagens por mais de 60 países. Como escritor-viajante, já participou de diversas edições dos guias O Viajante, além de ser colaborador voluntário dos sites TripAdvisor e Mochileiros.com. Sua melhor viagem é sempre a próxima!


Uma resposta para “O que fazer em Maragogi”

  1. […] Para saber mais sobre a cidade, leia o post O que fazer em Maragogi. […]

Deixe uma resposta